sexta-feira, 15 de junho de 2007

Groupies de padre

No próximo Domingo vou à missa.

Esta semana ouvi, na paragem de autocarro, uma conversa que me despertou a curiosidade para o actual pároco da Igreja de Benfica.

Duas senhoras queixavam-se da partida do padre "regente" para a distante localidade da Cruz Quebrada. «Até pode ser que os que vêm a seguir sejam bons, mas não vai ser a mesma coisa», dizia uma das amigas, inconsolável. «Este até disse, na missa, que espera que a próxima equipa [padre e seus sacristãos enquanto equipa - nunca tal me tinha ocorrido] seja tão acarinhada como eles! Mas não vai ser a mesma coisa...», concordava a outra.

Cruz Quebrada é longe, anuiram as velhas. Ainda para mais agora que o eléctrico não passa lá... «Mas não quer dizer que uma vez por outra não vamos lá!», exclama a mais participativa, tentando animar-se. «Mas não vai ser a mesma coisa» era, porém, a frase mais repetida e consensual.

O actual só parte para a Cruz Quebrada (óptimo nome para uma paróquia, agora que penso nisso) a 7 de Outubro. Até lá, e mesmo que não seja neste fim-de-semana, a ver se desço a rua e tento perceber, ao vivo, a razão de tanta popularidade. (Aposto que o padre é novinho - as velhas costumam ficar sensibilizadas quando a rapaziada jovem responde ao chamamento divino... e lhes faz companhia diária.)

5 comentários:

NC disse...

Como estamos em pleno mercado de transferências futebolísticas, o dito pároco deverá querer mudar para um campeonato mais competitivo, apesar de levar Benfica no coração e não festejar quando, num duelo inter-igrejas, a Cruz Quebrada lhe levar a melhor :)

bicho_de_conta disse...

ahahahha :D

Sim, o sonho dele sempre foi ir para um grande, mas nunca esquecerá o clube, perdão, a paróquia que lhe abriu as portas : )

Suz disse...

Pároco da Igreja de Benfica.. novinho? Oh miga, vê-se logo que estás há pouco tempo na freguesia!

Benfica é o reduto das velhas e velhos anteriores guardiões da moral e bons costumes, que tiveram de regressar à pressa do Ultramar com alguns diamantes nas meias.

Bastião do PSD, uma freguesia assim só podia ter um pároco da velha guarda. Aconselho-te a missa do meio-dia para checares in loco.
;)

menina-alice disse...

Eu sou fascinada pelas velhinhas de Benfica. A tal ponto de ficar toda curiosa com esse padre. Passo a hora do almoço todo a galar cotas de Benfica e a imaginar-lhes histórias de vida pelos bocadinhos de conversas que apanho.

bicho_de_conta disse...

Terá de ficar para a próxima semana, que ontem estive indisposta : )

Suz, na minha terra as velhas ficavam fascinadas quando os párocos tinham menos de 45 anos, daí a minha suspeita. A imagem dos diamantes nas meias é lindíssima :D

Menina-Alice, também tenho esse hábito de tentar reconstituir as vivências alheias pelos bocadinhos de conversas que escuto em paragens, cafés e demais apeadeiros da vida :p Às vezes já confundo o que sei com o que imagino...

Tempos idos

FEEDJIT Live Traffic Feed