quarta-feira, 21 de março de 2007

Árvores

No Dia da Árvore fica a minha homenagem sentida ao magnoreiro - a única árvore cujo nome, quando referido em Lisboa, faz com que toda a gente fique a olhar para mim como se tivesse acabado de dizer uma obscenidade ou grande disparate.

Curiosamente, no quintal que circunda o prédio onde vivo, em Lisboa, há um belo magnoreiro. Tentarei ilustrar esta evidência mais tarde, quando tiver a máquina fotográfica por perto.

O magnoreiro dá, obviamente, magnórios. O meu avô tinha pelo menos um, no selvagem e frondoso quintal de Santo Ovídio. As folhas são lustrosas e largas, a fazer lembrar as da árvore da borracha. Também gosto muito de pessegueiros; no quintal de Santo Ovídio havia muitos, inclusive um pequenino, perto do portão, que o meu avô dizia ser meu. Quando voltávamos de férias de Verão, no começo de Agosto, era vê-los exultantes, carregadinhos de fruto. O cheiro e a cor dos pêssegos maduros são, até hoje, das minhas coisas favoritas.

Tal como a vida é melhor no Verão, as crianças que crescem com quintais e flores e frutos e árvores por perto são, claramente, mais felizes (esta semana deu-me para os dogmas). Provas? Procurei por «magnoreiro» no google e encontrei esta história deliciosa:

«A nespereira ou a árvore dos magnórios

Esta árvore tem quinze anos e chama-se magnoreiro ou nespereira.
A nespereira foi dada por um colega de trabalho ao meu tio Alfredo mas ele não a quis plantar e deu-a ao meu pai. O meu pai plantou-a.
A árvore cresceu mas durante muitos anos não deu frutos. Uma pessoa disse então ao meu pai para na noite de Carnaval dar-lhe uma coça com um pau e o meu pai deu-lhe uma coça que até a casca esfolou… A partir daí a nespereira começou a dar fruto.

Daniela Andreia Ribeiro Rocha, n.º 12 | 7.º B»


E para quem ainda duvida da legitimidade desta magnífica palavra, fica a sua filiação científica, de acordo com a amabilíssima wikipedia: «Filo: Magnoliophyta / Classe: Magnoliopsida».

(Na entrada sobre nêspera: «Na região do Grande Porto, é uma fruta também conhecida por Magnório.»)

7 comentários:

Suz disse...

Sempre me disseram se tenho amor à vida para nunca falar em nêsperas no Bolhão... que no Norte quer dizer outra coisa...

Anónimo disse...

Ehehehehe!!! MAGNOREIRO até ao fim dos meus dias,Carago!!! Nós no Puorto sabemos as duas palaBras...mas a mais utilizada para referir o fruto laranja, pequenino e com um caroço é MAGNÓRIO sem dúvida!:P
Baninha!;)

bicho_de_conta disse...

:-D

Obrigada maninha!

Não achaste bonita a história de dar coça à árvore? :D

NC disse...

Eu achei fantástica! Ficámos a saber que as árvores são criaturas que podem fazer as suas birras de vez em quando, mas com um bom arraial de porrada aprendem num instante e toca logo de começar a dar fruta! :D

bicho_de_conta disse...

Mesmo que a casca estale!...

Magnífico :D

Suz disse...

A culpa é da televisão e dos jogos de computador!
É o que vos digo!
JUSTIÇA, JUS.... ah esquece, esse é outro post

:)

Anónimo disse...

Gostaria de saber qual o significado de nêsperas na região do Porto. Isto por que tenho no meu trabalho várias pessoas que são de lá e não as queremos ofender. Por que sei que o seu significado é uma ofensa (daí querer saber o seu significado concreto para evitar a situação referida).
Agradeço que publiquem este esclarecimento, pois é um enriquecimento

Tempos idos

FEEDJIT Live Traffic Feed