sábado, 27 de dezembro de 2008

Razões para gostar de lojas chinesas

Ao fundo da minha rua, em Lisboa, há uma loja de roupa «dos chineses» chamada Boutique Maria.

Tem, como qualquer loja de roupa dos chineses, as novidades mais aberrantes (a minha maior curiosidade é saber se há senhoras asiáticas a comprar - e usar! - aquelas cuecas fluorescentes com berloques) mas também uma ou outra peça para a mulher discreta e inteligente dos nossos dias. E depois há outras que são boas para mim.

Encontrava-me eu numa prospecção de camisolas leves, quentes e quase bonitas, quando uma senhora já-de-alguma-idade irrompe pela loja adentro perguntando, alto e bom som, à menina chinesa se ela tem «lecas, legas, legues ou lá o que é».

À falta de rigor da possível compradora juntou-se, para meu delírio, o pobre domínio do Português por parte da vendedora. Deu-lhes uma caixa de leggings para as mãos, é verdade, mas o diálogo que se seguiu devia ter sido gravado como exemplo de dificuldades de comunicação numa terra estranha (arriscava-me a dizer que estranha para as duas).

Primeiro, a senhora queria experimentar as «legas». A chinesa explicou-lhe, como conseguiu, que «não pode, não pode». «Não posso?», indigna-se a cliente. «Então como é que vou saber se me ficam bem?». A chinesinha pode não saber falar Português mas sabe o que dizer - já é um começo. «Fica bem, fica bem, cetêza!».

Pouco convencida, a mulher interroga-se então se as «lecas» não a farão parecer gorda.

«Golda não, máguela!», exclama a nossa heroína, repetidas vezes. «Golda não, máguela!».

Mas não ficarão demasiado justas, continua a apoquentar-se a mulherzinha, pouco familiarizada com o conceito de leggings que a vendedora lhe tenta explicar, num dialecto que deve tanto ao seu como às línguas eslavas e ao Esperanto do desenrascanço.

«CALÇAS LÁGUELAS, MEIAS IÚSTKAS! CALÇAS LÁGUELAS, MEIAS IÚSTKAS!»

Esforço inglório: a mulher acabou por sair da loja de forma tão intempestiva como nela entrou, sem nada comprar.

1 comentário:

Beep Beep disse...

O engraçado é que mesmo assim essas lojas devem vender que se fartam! Felizmente para eles que nem tudo obriga a "esclarecimentos"! :-D

Tempos idos

FEEDJIT Live Traffic Feed