segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Apoio técnico e moral

O que fazer quando o monitor do portátil garante que faltam uns bons 20 minutos para o «diagnóstico» ficar completo? Aguardar, pois então, enquanto do outro lado da linha o técnico silenciosamente suspira pela hora de saída, com um manto de «bip, bips» de fundo (dir-se-ia que estava numa sala de operações e aquele era o som dos sinais vitais dos pacientes).

Juro que a certa altura ocorreu-me perguntar-lhe se o Natal tinha sido bom, mas depois lembrei-me que as chamadas são gravadas e as chefias eram capazes de achar que o seu funcionário estava a dar demasiada confiança à «Dona Lia».

4 comentários:

leonor disse...

Se atirasses com um "Então e o nosso Benfica?!" aposto que o chefe não se zangava! :D

lisabel disse...

:D :D Tópicos que me ocorreram: o tempo, o Natal, o ano novo (ele próprio no final desejou-me boas entradas!). Coisas em que pensei enquanto olhava para a barrinha dos minutos: o que fazer para o jantar, se ainda ia ou não ou café quando aquilo acabasse, o que é que tinha guardado no portátil e nunca mais vou ver...

Anónimo disse...

Não perguntaste se eles tinham lá a máquina que faz "PIIIIIIIING"?

Parola

lisabel disse...

Não quis ser indiscreta :D Mas lá que muitas das maquinetas faziam pi, pi, pi faziam, que eu ouvia...

Tempos idos

FEEDJIT Live Traffic Feed