sexta-feira, 26 de junho de 2009

Michael

Não sei o que diga ou sequer o que pense sobre a morte do Michael Jackson. As leituras são tantas (pessoais, apesar de nunca ter sido fã; culturais, históricas) mas dentro de mim a sensação que perdura desde ontem à noite é a de que morreu não uma pessoa, mas um ícone imaterial como a Coca-Cola ou o Pai Natal. É um dia triste, seja como for.

6 comentários:

leonor disse...

x 2, maninha. :(

NC disse...

O meu feeling é exactamente igual ao teu, assino por baixo

Anne Martens disse...

O Pai Natal, concordo! :) Porque o Michael também gostava de surpreender criancinhas :)

AIiiii mas eu acho que ele é inocente. Agora que tá morto, ainda mais! :) hihih

lisabel disse...

Só você, Dona Martens :D

NC disse...

Seja como for todo carinho que possamos ter pelo sujeito está em riscos de se desvanecer com a autêntica OVERDOSE de Michael Jackson com que os média nos estão a empanturrar constantemente!!! Já não suporto! É que até já abafa o Crassete!

NC disse...

Retiro o que disse, não abafa de todo o Crassete!!! :P Pensando melhor, VOLTA MICHAEL!!! Daqui a 5 dias pode ser que volte a ver os telejornais...

Tempos idos

FEEDJIT Live Traffic Feed